Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

E será que confiamos?

Há muito tempo venho remoendo algo que não deu certo e que eu queria muito que desse. Acabou acontecendo que percebi os vestígios de que talvez por medo, desconfiança, incertezas, eu mesma sabotei a relação. A verdade é que eu dizia confiar, mas na verdade não confiava, tinha medo de ser passada pra trás ou algo assim. E isso é tão ruim sabe, você não confiar no outro, que me propus a não importando as consequências: confiar. Pois não se ganha sem arriscar. Essa foi minha proposta pra mim mesma, antes de ano novo, antes de datas pré estabelecidas, pois se trata da minha felicidade. Então ao menos por hoje permita-se gostar e ser 'gostada', permita-se ser feliz e fazer ao outro feliz, a gente vive tão pouco que se ferir faz parte, mas ser alegre é o motivo.


Nenhum comentário: