Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Nós desatando os nós

E enquanto você acredita em algo, está tudo bem, tudo é possível, você se empenha, continua fixo no seu proposito. Mas o que ninguém fala, sobre o que ninguém escreve pra você, é quando a corda começa a arrebentar, quando você tem que deixar que o seu sonho se vá, porque a verdade é que ninguém gosta de assumir ter perdido seu sonho, sua ambição, seu proposito. Não é fácil, exige tempo, coisa que não tem como apressar, por isso o processo é meio doloroso, porque é as poucos que você vai sentindo na mesma intensidade. O que ninguém fala, é quando percebe que deve-se deixar que a esperança de amor se vá.
Depois que você se dá conta de que o nó não é mais nó, que não ata mais, só desata, que não emaranha a linha só desanda, então, não tem volta tão cedo, só segue sem acreditar ou pior, até desata o nó e larga a linha ao vento. Gostar de alguém é maravilhoso, mas gostar de si, é muito mais. Não é egoismo, mas amor próprio. Não é exagero, é realidade. Ache uma linha que se ate, se desate, mas que volte a se atar de novo, porque amor é assim, ele brinca com nossa coordenação, até cansa, mas nos prende.

Boa noite, enquanto isso, vou tentando atar minha linha.

Nenhum comentário: